A tutoria e a horizontalidade de saberes: uma prática de ensino participativo no projeto "Caminhos do Cuidado"

Isabel Vargas Witczak

Resumo


O presente texto problematiza as facilidades e dificuldades enfrentadas por tutores e alunos do Projeto Caminhos do Cuidado, tomando-se como parâmetro de análise os três eixos presentes na formação de Agentes Comunitárias de Saúde (ACSs) e Atendentes de Enfermagem (ATENFs) e focando na busca pela horizontalidade de saberes. Adota-se a proposta metodológica qualitativa de cunho presencial e relacional, tal como na pesquisa-ação proposta por Michel Thiollent (2003); no uso do diário de campo, como proposto por Mary Jane Spink et al. (2014); e nos processos grupais, como proposto por Cláudia Dias (2000). Apresentam-se as facilidades e dificuldades enfrentadas ao longo dos processos vivenciais assim como as soluções e alternativas encontradas ao enfrentamento dessas, como na socialização das boas práticas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos do Cuidado

 

ISSN 2595-0886
FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ | MINISTÉRIO DA SAÚDE

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900 Rio de Janeiro | Brasil

     

  

 

 Licença Creative Commons